Persistência e Evasão na Educação a Distância: Examinando Fatores Explicativos

Ana Cristina de Oliveira Lott, Angilberto Sabino de Freitas, Jorge Brantes Ferreira, Yuri Monnerat Lott
DOI: https://doi.org/10.21529/RECADM.2018006

Texto completo:

PDF

Resumo

O objetivo desta pesquisa é propor e testar um modelo teórico para investigar fatores que influenciam a persistência e evasão de alunos em cursos de graduação a distância. Trata-se de um estudo de natureza quantitativa cuja população é formada por alunos, residentes em qualquer região do Brasil, que iniciaram um curso de graduação a distância em administração ou em ciências contábeis. Para a mensuração das variáveis presentes no modelo teórico proposto, foram utilizadas escalas identificadas na literatura. Por meio de regressão logística, buscou-se investigar a relação entre os principais preditores da variável ‘situação do aluno (persistente/evadido)’. Os resultados revelam que o modelo se ajusta aos dados, apontando evidências de que quanto mais bem avaliados forem as variáveis suporte à aprendizagem, autodisciplina e aumento na renda, maiores as chances dos alunos em permanecer no curso (não evadir). Por outro lado, verificou-se que um aumento no número de filhos e no tipo de curso escolhido facilitam a evasão.


Palavras-chave

persistência; evasão; retenção de alunos; educação a distância


Referências


Abbad, G. S. (1999) Um modelo integrado de avaliação de impacto de treinamento no trabalho. Tese de Doutorado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília.

Abbad, G. S., & Borges-Andrade, J. E. (2004) Aprendizagem humana em relações de trabalho. In: Zanelli, J. C., Borges-Andrade, J. E. & Bastos, A. V. B. (Org.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Editora Artmed, p. 237-275.

Abbad, G. S., Carvalho, R. S., & Zerbini, T. (2006) Evasão em curso via internet: explorando variáveis explicativas. Revista de Administração de Empresas - RAE eletrônica, 5(2), 1-26.

Abbad, G. S., Zerbini, T., & Souza, D. B. L. (2010) Panorama das pesquisas em educação a distância no Brasil. Estudos de Psicologia, Campinas, 15(3), 291-298.

Almeida, O. C. S. (2007) Evasão em cursos a distância: validação de instrumento, fatores influenciadores e cronologia da desistência. Dissertação de mestrado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília.

Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED. (2015) Censo EAD.BR 2014: relatório analítico da aprendizagem a distância no Brasil. Curitiba: Ibpex. Disponível em: . Acesso em: 25 mar. 2016.

Bittencourt, I. M. ,& Mercado, L. P. L. (2014) Evasão nos cursos na modalidade de educação a distância: estudo de caso do curso piloto de administração da UFAL/UAB. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 22(83), 465-504.

Borges-Andrade, J. E. (2006) Avaliação integrada e somativa em TD&E. In: Borges-Andrade, J. E., Abbad, G. S. & Mourão, L. (Org.). Treinamento, desenvolvimento e educação em organizações e trabalho: fundamentos para a gestão de pessoas. Porto Alegre: Editora Artmed, p. 343-358.

Borges-Ferreira, M. F., & Abbad, G. S. (2009) Avaliação de aprendizagem em disciplinas de curso técnico a distância. Estudos de Psicologia, 14(2), 141-149.

Brauer, S. (2005) Avaliação em um curso a distância: valor instrumental do treinamento, barreiras pessoais à conclusão e evasão. Dissertação de Mestrado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília.

Carvalho, R. S., & Abbad, G. S. (2006) Avaliação de treinamento a distância: reação, suporte à transferência e impactos no trabalho. Revista de Administração Contemporânea - RAC, 10(1), 95-116.

Chaves Filho, H. (2012) Regulação da modalidade de EAD no Brasil. In: Litto, F. M.; Formiga, M. (Org.). Educação a distância: o estado da arte. 2.ed. v. 2. São Paulo: Pearson Education do Brasil, p. 344- 361.

Coelho JR., F. A. (2008) Análise da relação entre variáveis de clientela, suporte à aprendizagem e impacto de treinamento a distância. Revista de Administração Contemporânea - RAC eletrônica, 2(1), 88-104.

Coelho, M. L. (2001) A formação continuada de professores universitários em ambientes virtuais de aprendizagem: evasão e permanência. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Educação, UFMG, Belo Horizonte.

Dancey, C. P., & Reidy, J. (2011) Statistics without maths for psychology. 5.ed. Harlow: Pearson.

Duan, Y., He, Q., Feng, W., Li., D., & Fu, Z. (2010) A study on e-learning take-up intention from an innovation adoption perspective: a case in China. Computers & Education, 55(1), 237-246.

Field, A. (2013) Discovering statistics using IBM SPSS statistics. 4.ed. London: Sage.

Freitas, A. S. (2009) A implementação do e-learning nas escolas de gestão: um modelo integrado para o processo de alinhamento ambiental. Tese de Doutorado. PUC-Rio, 330 p., Rio de Janeiro.

Freitas, A. S., & Bandeira-de-Mello, R. (2012) Managerial action and sensemaking in e-learning implementation in Brazilian business schools. Computers & Education, 59(4), 1.286-1.299.

Garcia-Aretio, L. (2010) ¿Se sigue dudando de la educación a distancia?. Revista Española de Orientacion y Psicopedagia - REOP, 21(2), 240-250.

Hair, J. F., Black, W. C., Babin, B. J., & Anderson, R. E. (2014) Multivariate Data Analysis. 7.ed. Harlow: Pearson.

Hamblin, A. C. (1978) Avaliação e controle do treinamento. Tradução: Gert Meyer. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil.

Iglesias, M; Salgado, J. F. (2012) Effectiveness of occupational training through videoconferencing: comparison with classroom training and individual differences. Revista de psicología del trabajo y de las organizaciones, 28(3), 183-188.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP. (2015) Resumo técnico Censo da educação superior 2013. Brasília. 2013. Recuperado em 01 março 2016, de http://portal.inep.gov.br/web/censo-da-educacao-superior/resumos-tecnicos

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP. (2001) Sinopse Estatística da Educação Superior 2000. Brasília. 2000. Recuperado em 01 março 2016, de http://portal.inep.gov.br/superior-censosuperior-sinopse

Levy, Y. (2007) Comparing dropouts and persistence in e-learning courses. Computers & Education, 48(2), 185-204.

Matias-Pereira, J. (2008) Políticas públicas de educação no Brasil: a utilização da EAD como instrumento de inclusão social. Journal of Technology Management and Innovation, 3(1), 44-55.

Moore, M., & Kearsley, G. (2010) Educação a distância: uma visão integrada. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning.

Nascimento, T. P. C., & Esper, A. K. (2009) Evasão em cursos de educação continuada a distância: um estudo na Escola Nacional de Administração Pública. Revista do Serviço Público, 60(2), 159-173.

Rogers, E. M. (1995) Diffusion of innovation. 5.ed. New York: The Free Press.

Rovai, A. P. (2003) In search of higher persistence rates in distance education online programs. Internet and Higher Education, 6(1), 1-16.

Sales, P. A. (2009) Evasão em cursos a distância: motivos relacionamos às características do curso, do aluno e do contexto de estudo. Dissertação de Mestrado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília, Brasil.

Santos, E. M., & Oliveira Neto, J. D. (2009) Evasão na educação a distância: identificando causas e propondo estratégias de prevenção. Revista Científica de Educação a Distância, 2(2), 1-10.

Sperber, A. D. (2004) Translation and validation of study instrument for cross-cultural research. Gastroenterology, 126(1), 124-128.

Umekawa, E. E. R. (2014) Preditores de fatores relacionados à evasão e a persistência discente em ações educacionais a distância. Dissertação de Mestrado. Departamento de Psicologia, Universidade de São Paulo - USP, Ribeirão Preto.

Vargas, M. R. M., & Lima, S. M. V. (2004) Barreiras à implantação de programas de educação e treinamento a distância. Congresso Internacional de Educação a Distância, Salvador. Anais... ABED. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2016.

Walter, A. M. (2006) Variáveis preditoras de evasão em dois cursos a distância. Dissertação de Mestrado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília.

Xenos, M., Pierrakeas, C., & Pintelas, P. E. (2002) A survey on student dropout rates and dropout causes concerning the students in the course of informatics of the Hellenic Open University. Computers & Education, 39(4), 361-377.

Yukselturk, E., & Inan, F. A. (2006) Examining the factors affecting student dropout in an online certificate program. Turkish Online Journal of Distance Education, 7(3), 76-88.

Zerbini, T. (2007) Avaliação de transferência de treinamento em curso a distância. Tese de Doutorado. Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília - UNB, Brasília, Brasil.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.