Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Revista Eletrônica de Ciência Administrativa (RECADM) possui como missão fomentar a produção científica na área de Administração mediante o funcionamento como espaço interdisciplinar adequado à divulgação e debate de trabalhos de desenvolvimento teórico e teórico-empíricos relacionados à dinâmica das organizações e à prática da Administração.

Poderão ser aceitos para publicação outros tipos de colaboração, como resenhas, entrevistas, traduções, fóruns e debates, casos e breves ensaios teóricos, desde que as propostas sejam apresentadas antecipadamente ao Conselho Editorial da Revista e consideradas adequadas à linha editorial da publicação.

O público-alvo do periódico é composto por pesquisadores, docentes e discentes da área de Administração e afins e por profissionais de organizações públicas, privadas e do terceiro setor.

 

Políticas de Seção

Submissão de Artigos

Editores
  • Luciano Rossoni
Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

DO PROCESSO

A RECADM utiliza o processo Double-Blind Review.

1) A primeira parte da avaliação é de responsabilidade da Comissão Editorial e consiste na verificação da adequação do artigo à política editorial da revista e sua elaboração de acordo com as instruções para apresentação e submissão de trabalhos. As etapas do desk review consistem em: a) verificar se as informações dos autores estão completas, se o documento foi submetido ao sistema e se as normas de formatação foram seguidas; b) verificar por meio de softwares especializados se existe incidência de plágio ou auto-plágio; c) avaliar adequação à política editorial e mérito acadêmico do trabalho. Nesta fase, o artigo poderá ser rejeitado caso seja verificado que não se adéqua à política editorial do periódico, não cumpre os requisitos estabelecidos nas instruções aos autores, possui problemas sérios de redação ou formatação, incorre em plágio ou outras práticas acadêmicas desonestas ou não contém suficiente mérito científico e tecnológico.

2) Os artigos aprovados na primeira fase da avaliação serão encaminhados a dois avaliadores externos cadastrados na Revista para análise e emissão de parecer de acordo com as áreas de especialidade e interesse. Esse processo é efetuado por meio do método de revisão duplo cego (double-blind review), que assegura que o(s) autor(es) não tem acesso aos dados dos avaliadores e nem os últimos conhecem o(s) autor(es) do trabalho que irão avaliar. Caso haja discordância entre os pareceres dos avaliadores quanto à relevância de determinado trabalho, um terceiro avaliador será destacado para analisar o trabalho.

3) A avaliação do artigo será realizada com base em formulário próprio disponível no sistema OJS. O resultado da avaliação poderá ser: a recusa do artigo para publicação, sua recomendação com ressalvas e sua recomendação incondicional. Em 2018, o tempo médio de avaliação foi de 71 dias.

4) Os pareceres emitidos pelos avaliadores serão apreciados pelos editores, que atribuirão nota ao trabalho dos pareceristas, considerando-se: a avaliação geral do artigo, contribuições ofertadas para a melhoria do artigo, recomendações metodológicas, indicações de bibliografia complementar e sugestões para continuidade ou ampliação da pesquisa. Quando as avaliações forem divergentes, o editor selecionará um terceiro avaliador para pautar sua decisão final.

5) O parecer final de aceite ou recusa do trabalho está reservado ao editor. Com base nas avaliações realizadas, ele efetuará a comunicação da decisão ao(s) autor(es). Nos casos em que houver ressalvas, os autores terão prazo de 15 dias a 1 mês para efetuar as correções e o editor aguardará o envio da versão final do artigo para a emissão de parecer conclusivo. Uma vez aceito o trabalho, o(s) autor(es) será(ão) informados do número da revista em que o artigo será publicado e da data provável de publicação.

6) A Comissão Editorial da RECADM se reserva o direito de solicitar aos autores a submissão de seu trabalho ao Comitê de Ética de sua Instituição ou ao Comitê de Ética da FACECLA, caso considere que isto seja necessário.


DOS AVALIADORES

1) A RECADM mantém espaço dedicado ao cadastramento de pesquisadores e docentes nacionais e internacionais de cursos de pós-graduação stricto sensu em Administração ou áreas correlatas. Interessados em exercer o papel de avaliadores da Revista deverão assinalar a opção de avaliador no cadastro e informar as áreas de conhecimento preferenciais em que desejam realizar as avaliações.

2) Os interessados deverão criar um nome de usuário e senha e indicar sua intenção em participar do processo de avaliação de artigos para a Revista. Deverão preencher os dados biográficos com a última titulação, vínculo institucional, áreas de competência e experiência acadêmica. Uma vez cadastrados, as informações fornecidas permanecerão em banco de dados da RECADM e poderão ser modificadas ou atualizadas pelo candidato conforme o seu interesse.

3) Todas as candidaturas serão analisadas pelo Conselho Editorial da RECADM tendo como base: titulação, experiência acadêmica e área de competência/interesse do candidato; o nível de envolvimento e participação em projetos de pesquisa e eventos da área; a relevância quantitativa e qualitativa da produção bibliográfica.

4) Os candidatos selecionados como avaliadores da RECADM receberão uma comunicação solicitando a aceitação da condição de avaliador e atestando o conhecimento das normas e procedimentos da Revista. Uma vez dado o aceite, o avaliador se coloca à disposição para efetuar a análise de um ou mais artigos submetidos à Revista sem qualquer tipo de remuneração ou contraprestação econômica.

5) Os avaliadores poderão recusar-se a analisar um ou mais artigos, na medida em que acreditem não possuir a disponibilidade ou o conhecimento necessários. Para isso, deverão informar a recusa ou indisponibilidade o mais breve possível.

6) A RECADM reserva-se o direito de desligar da Revista os avaliadores que não cumpram os prazos de avaliação estipulados e/ou produzam avaliações de má qualidade, pouco ou nada relevantes para a melhoria dos artigos revisados e a construção do conhecimento em Administração.

7) O avaliador que, por qualquer motivo, não for capaz ou não tiver interesse em permanecer como avaliador da RECADM poderá, em qualquer momento, solicitar a retirada de seu cadastro do banco de dados da Revista, desde que quitadas todas as obrigações de avaliação contraídas para com a Revista.

8) Os avaliadores que manifestarem interesse poderão ser convidados a compor o Conselho Editorial da RECADM e/ou a desenvolver outros projetos de interesse da publicação.

9) A RECADM manterá registro dos avaliadores ativos, publicando com atualização semestral a listagem de pareceristas na página da Equipe Editorial da revista, além de possibilitar que o próprio avaliador emita uma cópia atestando sua participação como avaliador de trabalhos específicos.


DOS CRITÉRIOS

1) Os prazos indicados para a entrega das avaliações devem sempre ser respeitados. Apesar de a Revista estabelecer uma data limite para a submissão das avaliações, o ideal é que elas sejam entregues o mais breve possível. Isso permite que os autores tenham mais tempo para fazer as correções necessárias e confere mais crédito ao avaliador perante a RECADM e ao Periódico perante os colaboradores. O mesmo é indicado para a comunicação das recusas de avaliação; quanto mais cedo informada a indisponibilidade do avaliador em efetuar a análise do(s) trabalho(s), maior a probabilidade de o Conselho Editorial encontrar avaliadores disponíveis e maior o prazo para os últimos realizarem as revisões.

2) O respeito e a ética pelo empenho dos autores devem sempre ser mantidos. Vale lembrar que o objeto da análise é o trabalho recebido e seus méritos e não seu autor ou a corrente teórica a que ele pertence. O avaliador deve assumir a postura de conselheiro, fazer comentários construtivos, que prezem pela melhoria do trabalho avaliado, crescimento do autor como pesquisador e ampliação dos conhecimentos em Administração.

3) A busca pela objetividade e imparcialidade nas avaliações é fundamental. Ainda que o método Double-blind contribua para a imparcialidade, ele não é infalível; recaindo, portanto, aos avaliadores, a responsabilidade em não buscar informações sobre o autor que possam vir a influenciar sua avaliação e nem fornecer ao autor informações que permitam identificá-los. Para garantir a objetividade das avaliações, faz-se necessário ser claro e específico ao apontar as fraquezas e problemas identificados no trabalho, bem como explicitar sugestões para sua melhoria ou correção. Além das dificuldades, a indicação da contribuição geral e dos pontos fortes do artigo, tanto quanto a recomendação de caminhos e possibilidades para a ampliação ou continuidade e futuro da pesquisa, enriquecem o trabalho do avaliador e influenciam diretamente na melhoria da qualidade da produção acadêmica em Administração.

4) O resultado da avaliação poderá ser: a recusa do artigo para publicação, sua recomendação com ressalvas e sua recomendação incondicional. Esses posicionamentos deverão ser comunicados somente ao Editor da RECADM; em hipótese alguma o avaliador deverá apresentar ou dar a entender ao autor sua recomendação ou rejeição a determinado trabalho. Para qualquer das três possibilidades os avaliadores deverão explicitar elementos que sustentem seu posicionamento.

5) Como roteiro básico para a avaliação de um artigo, pode-se utilizar as seguintes etapas, verificar se:

- a temática do artigo é relevante, se o escopo e os objetivos estão bem definidos, se ele apresenta breve estado da arte sobre o tema abordado, define claramente os conceitos empregados e cria, testa ou amplia as teorias existentes em Administração;

- o artigo apresenta adequada revisão de literatura, cita os principais trabalhos da área, credita corretamente as ideias apresentadas a seus autores e possui número de referências suficientes para a realização dos objetivos a que se propôs;

- os procedimentos metodológicos e estatísticos utilizados são suficientes e adequados à pesquisa intentada, estão coerentemente descritos e garantem validade interna e externa à pesquisa;

- os objetivos propostos no artigo foram atingidos, se os resultados encontrados eram suficientes para a consecução dos objetivos propostos e se o confronto do referencial teórico utilizado com os resultados encontrados permitiria ao autor chegar às conclusões a que chegou ou extrapolá-las;

- o artigo contribui para a ampliação dos conhecimentos teóricos ou empíricos existentes sobre a dinâmica das organizações e a prática da Administração e se o assunto interessa ao público-alvo do periódico.

 

Periodicidade

A RECADM tem periodicidade quadrimestral, publicadas no primeiro dia dos meses de janeiro, maio e setembro.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração.

Além disso, A RECADM faz parte da Rede Cariniana de Preservação Digital, seguindo suas políticas de preservação de arquivos digitais.

 

Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisas

A RECADM é signatária da Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisas.

 

Ética e Boas Práticas da Publicação Científica da ANPAD

A RECADM segue as Boas Práticas da Publicação Científica da ANPAD

 

RECADM no Google Acadêmico

Veja o perfil da RECADM no Google Acadêmico.

 

Associada à ABEC

A RECADM é associada à ABEC por meio de sua editora, Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas Sociais (IBEPES).

 

Impacto da RECADM no Spell

Veja os indicadores de impacto da RECADM no Spell.

 

Checagem de Similaridade

Todos os manuscritos submetidos à RECADM são avaliados por meio do Crossref Similarity Check Powered by iThenticate, atendendo a política anti-plágio da revista.