A QUALIDADE DOS SERVIÇOS CONTÁBEIS COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA OS ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE

Tânia Regina Zunino Shigunov, André Rogério Shigunov
DOI: https://doi.org/10.5329/RECADM.20030201001

Texto completo:

Artigo

Resumo

Sobreviver num mercado competitivo representa o grande desafio das empresas nos dias de hoje, justificando assim corresponder às necessidades e expectativas dos clientes. O presente trabalho tem como tema a qualidade na prestação de serviços contábeis como ferramenta de gestão, procurando munir o escritório de condições que atendam às exigências dos clientes. A contabilidade deixou de ser apenas a escrituração das mutações do patrimônio, passando a ser usada como um instrumento de gestão para o planejamento, controle e tomada de decisões. A contabilidade afim de acompanhar o desenvolvimento das empresas e abertura dos mercados, passou a se preocupar com a questão da qualidade das informações, permitindo aos usuários acompanhar e avaliar a evolução das empresas através da correta aplicação das normas brasileiras de contabilidade e princípios fundamentais de contabilidade como meio para atingir estes fins. Com o advento da tecnologia da informação, permite-se que o contador ofereça excelência nos serviços prestados, pois através das informações contábeis pode fazer parte ativamente do processo decisório das empresas. Adotar a gestão pela qualidade dentro de uma organização contábil significa passar por mudanças significativas, adotar a qualidade através do programa 5 "S" e o ciclo PDCA, cria-se um ambiente de trabalho dinâmico, estimulando trabalho em equipe, motivando os funcionários, atendendo às necessidades dos clientes e tornando a empresa cada vez mais competitiva.


Referências


ABICALAFFE, César. Qualidade Total na Contabilidade. O Contador do Sé culo

XXI – O Assessor do Sucesso. [199_]

BASTOS, da Rocha Lilia et al. Manual para Elaboração de Projetos e Relató rios

de Pesquisa, Teses, Dissertações e Monografias. 4.ed. Rio de Janeiro: LTC,1996.

CAMPOS, Falconi Vicente. Controle da Qualidade Total (No Estilo Japonês).

ed. Belo Horizonte: Bloch Editores (Rio de janeiro),1992.

CARRADORE, A . J. et al. Gestão da Qualidade. Florianó polis: Senai –SC, 2000.

Resolução n.º 774 de 16 de dezembro de 1994. Aprova a NBC TI – Das

Características da Informação Contá bil. Presidente: José Maria Martins

Mendes.Conselho Regional do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, set.2000.p.101-

Resolução n.º 785 de 28 de julho de 1995. Aprova o Apê ndice à Resolução sobre os

Princípios Fundamentais da Contabilidade. Presidente: José Maria Martins

Mendes.Conselho Regional do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, set.2000.p.27-

FRANCO, Hilá rio.Contabilidade Geral. 21. ed. São Paulo: Atlas,1983.

GRIFO, Equipe. Iniciando os Conceitos de Qualidade Total. São Paulo: Pioneira,

HENDRIKSEN, Eldon S.& BREDA, Michael F. Van. Teoria da Contabilidade.

Tradução: Antonio Zoratto Sanvicente. São Paulo : Atlas, 1999.

HORNGREN, Charles T.Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas, 1978.

IASB -International Accounting Standards Board.Normas Internacionais de

Contabilidade. Tradução: IBRACON. São Paulo: IBRACON, 1998.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. & MARION, José Carlos. Introdução à Teoria da

Contabilidade. São Paulo: Atlas, 1999.

IUDÍCIBUS, Sérgio de. Teoria da Contabilidade. 5.ed. São Paulo : Atlas, 1997.

JURAN, J.M. Planejando para a Qualidade.3.ed. São Paulo: Pioneira,1995.

KALKMANN, Geraldo Luiz. Qualidade Necessária para as Empresas de Serviços

Contábeis. Itajaí: Berger, 2002.

KAPLAN, Daniel & RIESER, Carl. Qualidade Total na Prestação de Serviço:

Como Aprimorar as Prá ticas Gerenciais Adotando a Melhoria Contínua. Tradução:

Carmen Youssef. São Paulo: Nobel,1996.Original inglê s.

LAKATOS, Ena Maria & MARCONI, Marina de Andrade. Té cnicas de Pesquisa:

Planejamento e Execução de Pesquisas, Amostragens e Técnicas de Técnicas de

Pesquisa, Elaboração, Aná lise e Interpretação de Dados. 2.ed. São Paulo:

Atlas,1996.

MARION, José Carlos. Contabilidade Empresarial. 8. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

CERQUEIRA NETO, Edgard Pedreira de. Gestão da Qualidade Princípios e

Mé todos.3.ed. São Paulo: Pioneira, 1993.

CERQUEIRA NETO. Paradigmas da Qualidade.Rio de Janeiro: Imagem, 1992.

PALADINI, Edson Pacheco.Gestão da Qualidade no Processo: A Qualidade na

Produção de Bens e Serviços. São Paulo: Atlas,1995.

RAUPP, Elena Hahn. Qualidade na Auditoria Interna. Revista Brasileira de

Contabilidade. Brasília, n. 122, p.44-53, mar./abr. 2000.

Revista FENACON em Serviços. ano 7, n.76, p.22, abr.2002.

Revista FENACON em Serviços. ano 7, n.79, p.23, jul.2002.

Revista FENACON em Serviços. ano 7, n. 74, p. 26, fev.2002.

Revista FENACON em Serviços. ano 7. n. 82, p.22,out .2002.

RIBEIRO, Jorge Luiz Gonzaga. Apostila curso Programa 5 “S”. ano 2002.

SEVERINO, Joaquim Antônio. Metodologia do Trabalho Científico. 19.ed. São

Paulo: Editora Cortez,1993.

SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial). Qualidade Total em

Serviços. 1996.

SILVA, João Martins. O Ambiente da Qualidade na Prática 5S. 3.ed. Belo

Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, 1996.

VASCONCELOS, Yumara Lúcia. & VIANA, Aurelina Laurentiva. Evidenciação:

Forma e Qualidade. Revista Brasileira de Contabilidade. Brasília, n. 134, p.25-26,

mar./abr. 2002.

VICTORINO, Carlos Roberto. Qualidade na Organização e nos Serviços

Contábeis: Marketing em Serviços. 1.ed. Santa Catarina: Odorizzi,1999.

www.veja.com.br

www.fecontesc.org.br




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.